Dados abertos e avaliação por pares aberta chegam à linguística brasileira

 

A discussão sobre os pareceres abertos apresentada nas postagens A avaliação por pares em discussão – Partes 1, 2 e 3 ganhará forma, em breve, na Revista da Abralin, periódico da Associação Brasileira de Linguística. Mas não só.

Numa circular aos associados datada de 16 de julho de 2019, as editoras-chefes da revista, argumentando que “[a] ciência vive um momento de crise, que vai muito além da crise da replicabilidade; […] uma crise de credibilidade, que decorre da falta de transparência no processo, que é, no cenário brasileiro, majoritariamente financiado pelo contribuinte”; que “o processo de revisão duplo cego (em que pareceristas não sabem quem são os autores, e vice-versa) não tem se mostrado transparente“;  que “o trabalho do parecerista, essencial para o aprimoramento do texto e com contribuições substanciais para a forma final, não é reconhecido publicamente” , solicitam aos associados já doutores  que se cadastrem como pareceristas para uma nova fase da revista: “a partir de 2020, as submissões à Revista da Abralin passarão por processo de revisão aberto, em que autor e parecerista não são anônimos“.

Não será a única parte da inovação. Ainda na sequência de decisões que colocam o periódico no movimento Ciência Aberta, no tocante às submissões de manuscritos serão priorizadas as submissões à Revista da Abralin “que apresentarem a indicação de compartilhamento dos conjuntos de dados de análise, instrumentos, scripts de análise estatística, roteiros e materiais adicionais, que devem estar em repositórios online abertos, tais como OSF e Figshare, por exemplo”.

Também serão priorizadas as submissões “que se comprometerem a contribuir com um texto de popularização a ser publicado na Roseta, revista da Associação Brasileira de Linguística voltada para a popularização científica, de modo a promover a Ciência Cidadã”.

A circular pode ser lida em http://revista.abralin.org/index.php/abralin/announcement/view/4

Anúncios

Aceito ou não o convite para um parecer?

O COPE/ Committee on Publication Ethics apresenta, em forma de fluxograma, um guia para ajudar na decisão a se tomar quando se é convidado a emitir parecer para uma revista.

 

COPE - peer review

O COPE sugere que se levem em conta dois conjuntos de critérios. O primeiro levanta:

a) a respeitabilidade do periódico (e sugere, para isso, uma consulta ao site Think. Check. Submitb) a política de revisão por pares apresentada; e c) os potenciais conflitos de interesse.

Resolvida essa parte, a decisão deve levar em conta: a) se o trabalho poderá ser entregue no prazo estipulado; e b) se o texto a ser avaliado se enquadra em nossa área de especialidade.


Referências

COPE/ Committee on Publication Ethics. What to consider when asked to peer review a manuscript.  https://publicationethics.org/node/34241

Think. Check. Submit. https://thinkchecksubmit.org/

Trials: periódicos e bases de dados com acessos temporários 

O Sistema de Bibliotecas e Informação da UFRJ — SiBI- UFRJ  — informa :

Accurate Communications for Publishers (Accucoms), empresa de representação editorial está disponibilizando para acesso na UFRJ, por 90 dias, testes nos journals das University Presses – Chicago, California e MIT. As coleções são multidisciplinares e abrangem as áreas do conhecimento de Artes, Letras, Economia, Ciências Sociais, Neurociências, Computação, Ciências e Educação.

 

O acesso que está disponível desde o dia 25/03, permite recuperar textos completos e recentes diretamente na plataforma institucional de cada editora. O acesso pode ser feito dentro da UFRJ e através do acesso remoto, via intranet. Vale ressaltar, que o acesso a University of California Press, só poderá ser feito em máquinas com números de IP da UFRJ, isto é, nas dependências da universidade.

O teste estará disponível até 25/06.  Avaliações para dptbib@sibi.ufrj.br.