Artes e Ciências Humanas … na Austrália: ministro bloqueia bolsas de projetos de pesquisa aprovados pelo ARC para essas áreas

 

Onze projetos em Humanas que deveriam receber bolsa foram vetados em segredo na Austrália pelo então Ministro da Educação Simon Birmingham (agora na pasta do Comércio), veto mantido por seu sucessor no cargo, Dan Tehan. O caso veio à luz na penúltima semana de outubro. Uma vez descoberto, o ex-ocupante da pasta da Educação (2017-2018) escusou-se no Twitter.

Para Birmingham,no Twitter,
I‘m pretty sure most Australian taxpayers 
preferred their funding to be used for research other than 
spending $223,000 on projects like 
“Post orientalist arts of the Strait of Gibraltar.”

A simples leitura do título de cada projeto foi suficiente para que um político preterisse trabalhos que haviam sido recomendados no processo de avaliação por pares (peer review) levado a cabo pelo Australian Research Council/ ARC (para uma ideia de como funciona e o índice médio de aprovação de candidaturas, que é muito baixo, ver Simon Birmingham’s intervention in research funding is not unprecedented, but dangerous).

É mais um episódio que demonstra que Artes ou Letras, ou Linguística, por exemplo,  não têm importância porque … Por que mesmo? Por que não geram uma aplicação prática imediata? (Bom, o mesmo acontece em outras áreas que ninguém ousa dizer que não são importantes ou, mesmo, que não são científicas).

Há alguns anos um então famoso talk show na televisão 
falava de projetos que tinham recebido 
bolsa para o Exterior. 
O apresentador leu alguns títulos 
e selecionou um deles, 
que focalizava  vogais, para 
perguntar se não era absurdo 
alguém ir para a França "para estudar um a".
A Austrália já não nos parece tão longe.

Abaixo, um trecho da nota da Universidade de Sidnei, através do Vice-Reitor Michael Spence.

Peer review must remain at heart of research assessment system
26 October 2018
[....]
“Funding recommendations by the ARC 
are based on a peer review process, 
designed to ensure academic integrity,” Dr Spence said.
“This action by Senator Birmingham must be considered 
political interference in this process; 
it is revealing only humanities projects were impacted.
“It is demoralising for academic staff who work hard 
to prepare their applications, sometimes 
for months or years – on the understanding 
they will be assessed by experts in their field 
through the rigorous process overseen by the ARC.

 


Fontes

Karp, Paul. ‘Disgraceful’: university decries ‘political interference’ that blocked $4m in grants. The Guardian, 30Out2018  https://www.theguardian.com/australia-news/2018/oct/30/disgraceful-university-decries-political-interference-that-blocked-4m-in-grants

Redden, Elisabeth. 29Out2018. Outrage Over Political Veto of Grants in Australia. Inside Higher Ed. https://www.insidehighered.com/quicktakes/2018/10/29/outrage-over-political-veto-grants-australia

The Sydney University.  Peer review must remain at heart of research assessment system. 26Out2018. https://sydney.edu.au/news-opinion/news/2018/10/26/peer-review-must-remain-at-heart-of-research-assessment-system.html

Simon Birmingham’s intervention in research funding is not unprecedented, but dangerous. The Conversation,  26Out2018.  https://theconversation.com/simon-birminghams-intervention-in-research-funding-is-not-unprecedented-but-dangerous-105737

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Artes e Ciências Humanas … na Austrália: ministro bloqueia bolsas de projetos de pesquisa aprovados pelo ARC para essas áreas

Os comentários estão desativados.