Quem é autor do trabalho, afinal? Decisões sobre coautoria

 A resposta à pergunta parece fácil, mas pode ser o centro de um conflito num grupo de pesquisa, o que faz com que professores e instituições, mas também editores, se preocupem com o tema.

A partir deste ano de 2018  a SciELO passou a adotar, em combinação com o identificador ORCID, a Taxonomia CRediT, que arrola 14 categorias de papeis, a fim de indicar, de forma transparente, quem fez o quê no trabalho.

Dois exemplos desse emprego, cujo uso vem-se ampliando: a indicação da contribuição de cada autor na Cell  e na PLOS One.

Mais perguntas sobre a autoria? Algumas respostas  na aba Docs e também na aba Sobre integridade em pesquisa  em Linguística-UFRJ/Maria Carlota Rosa